Pular para o conteúdo

Terapia de Nutrição Enteral – Nova Resolução

Terapia de Nutrição Enteral – Nova resolução proposta pelo Ministério da Saúde define os requisitos mínimos para a terapia nutricional enteral, aplicados a empresas públicas ou privadas e unidades hospitalares.

Esta resolução que entra em vigor no dia 1º de julho de 2021 reforça que a Terapia Nutricional Enteral deve ser indicada por médico, após a avaliação nutricional que deve ser repetida com uma frequência máxima de 10 dias. Mas, destaca-se que apenas o nutricionista é quem pode prescrever a dieta da nutrição enteral.

Cabe ao profissional de nutrição supervisionar a preparação da Nutrição Enteral, garantindo a qualidade e assepsia exigidas para  as fórmulas. Além disso, o transporte, a administração e o armazenamento da Nutrição Enteral devem atender aos padrões indicados pelo fabricantes, caso seja industrializada, ou às orientações do nutricionista responsável.

Essa resolução revoga a RDC nº 63 de 06 de Julho de 2000

Confira as demais orientações elaboradas pela ANVISA nesta resolução RESOLUÇÃO RDC Nº 503, DE 27 DE MAIO DE 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deseja receber notificações sobre as atualizações mais recentes? Sim Não