Cuidado com os Aditivos Alimentares

Sabe aquele miojão gostoso de galinha caipira com validade para 2145 ou ainda aquele pãozinho de forma na prateleira do mercado que tem 3 meses de validade e não mofa nem se deixar aberto no armário, ou aquela bolacha recheada que você esqueceu no carro em 1993 e ainda está “boa” para comer?

Anúncios

Pois é! Para que esses alimentos tenham seu tempo de prateleira estendido e durem um tempão são adicionados aditivos e conservantes alimentares que impedem o crescimento de microorganismos.

Alguns conservantes como o polisorbato 80, carragena e a carboximetilcelulose são péssimos para o nosso intestino e seu consumo com frequência pode aumentar a permeabilidade intestinal e a inflamação intestinal.

Outras substâncias, como por exemplo o dióxido de titânio tem ação antimicrobiana e quando em contato com as nossas bactérias intestinais podem prejudicar suas funções e inclusive acabar com suas curtas vidas.

Outro ponto é fugir de produtos “light”, “diet” ou “teor reduzido de gordura”,* porque eles substituem algumas substancias naturais do alimento por açúcar, adoçantes, corantes, conservantes, espessantes e aditivos para manter o sabor e textura. Corra, Bino!

Anúncios

Como se expor menos a eles? Fuja de produtos com uma lista de ingredientes enorme, como os ultraprocessados. Já alguns produtos industrializados não contém aditivos e conservantes ou tem substâncias seguras.

Sempre que for comprar um produto industrializado leia atentamente a lista de ingredientes, antes de qualquer coisa.

Se você estiver com duvidas na hora de fazer uma boa escolha, recomendo um aplicativo chamado @desrotulandoapp, onde lá você consegue pesquisar determinando alimento e o programa dá uma nota com base também na quantidade de conservantes.

Gostam desse tema? Querem um ranking de produtos com as maiores concentrações de aditivos químicos?

Matéria do Nutricionista Felipe Rossini

Anúncios

Leia Também:

Programa de Emagrecimento Nutri Talita Perosa

Dióxido de Titânio – Aditivo Alimentar

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!