Intestino Preso na Gestação não é Saudável

Intestino Preso na Gestação não é Saudável –  Por Carol Andretti

Anúncios

Muitas mulheres passam por isso durante a gravidez e acham que é normal. Sei Que é um problema muito comum na gestação mas entenda que isso não é saudável, nem para você, nem para o bebê!

É um dos sintomas mais comuns e desconfortáveis ​​que as mulheres experimentam. Mesmo que você não esteja grávida e tenha prisão de ventre, saberá que não é uma sensação boa.

As causas da constipação durante a gravidez podem variar, mas as mais comuns são:

  • Hormonal: a progesterona retarda as contrações musculares;
  • Mudanças na dieta: náuseas, aversões e desejos alimentares podem afetar os tipos de alimentos que escolhemos durante a gravidez;
  • Mais pressão no reto à medida que o bebê cresce. Quanto maior o bebê fica = menos espaço;
  • Menos atividade e movimento diário.

Como melhorar a prisão de ventre na gestação?

  • Adicione 2 colheres de sopa de chia ao seu café da manhã ou lanche para obter mais fibras;
  • Coma alimentos vegetais de cores diferentes. Mais vegetais (frutas, verduras, legumes) = mais fibra e saúde intestinal melhorada;
  • Inicie se dia bebendo 300ml de água em jejum e calcule pelo menos 35ml de água x kg de peso atual, para beber água de acordo com o que seu corpo precisa;
  • Mastigue bem devagar, isso melhora a digestão por otimizar a fase cefálica da digestão, melhorando as secreções enzimáticas que ajudaram na digestão;
  • Inclua diariamente e ao longo do dia na sua dieta 1 kiwi, 1 pedaço de mamão e 1 laranja, claro que pode comer outras frutas, porém essas frutas irão dar uma ajudar extra no seu intestino preso;
  • Eleve os pés com um banquinho baixinho (da altura de uma caixa de sapatos), essa posição ajuda na evacuação.
  • Adicione caminhadas curtas de 20 minutos à sua rotina diária.

Espero que ajude. Por favor, envie este post para amigas grávidas ​​que você sabe que podem aproveitar essas dicas.

Leia Também:

Não, goiaba não prende seu intestino

Anúncios

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!