O Exercício pode ajudar na Endometriose?

Se você tem endometriose e ainda não inseriu o exercício físico na sua rotina, é o momento de se organizar para deixar o sedentarismo.

Anúncios

Sim, sabemos que frequentemente as dores causadas pela doença são incapacitantes e tiram a nossa energia. No entanto, a atividade física constante é fundamental para o controle da inflamação do organismo.

Conheça outros benefícios:

Alívio da dor:

a endorfina liberada no exercício age como um analgésico natural. Um estudo recente mostrou ainda que em apenas 8 semanas de atividade constante já é possível notar uma melhora significativa dos sintomas.

Sono de qualidade:

quem se exercita tende a dormir por mais tempo e mais profundamente, o que é essencial para diminuir os níveis de inflamação do organismo.

Anúncios

Melhora do humor:

mulheres com endometriose são duas vezes mais propensas a desenvolver problemas como ansiedade e depressão. Os hormônios liberados com a atividade física também ajudam a prevenir questões de saúde mental.

Ajuda no funcionamento do intestino:

a constipação também é um sintoma da doença e, quando a mulher passa muito tempo sem ir ao banheiro, o quadro inflamatório tende a piorar. O exercício favorece os movimentos peristálticos e, junto com uma boa ingestão hídrica, pode melhorar o fluxo intestinal.

Se você tem dificuldade de encaixar o exercício na sua rotina, é fundamental procurar algo que goste de fazer, seja corrida, musculação, pilates, dança. São diversas as modalidades e, com um pouco de paciência, com certeza você vai encontrar uma que ame!

Matéria da Nutricionista Larissa Vieira

Anúncios
Saiba Mais sobre o Programa Endometriose
Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!