Adoçantes Artificiais – Risco Aumentado de Câncer?

Adoçantes Artificiais – Risco Aumentado de Câncer? Por Annie Bello

Sim, parece existir uma relação positiva entre o uso de adoçantes artificiais e o aumento de chances de desenvolver algum tipo de câncer.

Em pesquisa super recente, publicada este ano na Plos Medicine, o uso de adoçantes artificiais como aspartame, acesulfame-K e sucralose foi avaliado em uma amostra de mais de 100 mil pessoas na França.

Agora vejamos algumas limitações desta pesquisa:

  • Apenas franceses foram analisados;
  • A amostra total contava com, praticamente, 80% de mulheres, tornando o estudo extremamente desproporcional;
  • Existem alguns fatores de confusão no estudo que não foram isolados;
  • A obtenção de dados sobre a ingestão de alimentos dos participantes foi feita online, o que pode ter levado ao uso de informações erradas no desenrolar da conclusão do estudo;

Claro, apesar de serem necessários mais estudos para saber sobre os reais efeitos dos adoçantes artificiais na saúde humana, já existem inúmeras evidências de que eles não são boas opções e podem causar malefícios como intolerância a glicose e disbiose.

O ponto aqui, é que apesar disto, este estudo não tem um bom nível de qualidade e é importante não levar ao pé da letra cada nova informação que aparece, pois o conhecimento sobre adoçantes ainda não está totalmente elucidado, então devemos ter bastante atenção e fazer boas escolhas, mas também é necessário saber até onde podemos ir.

Segundo resumo do terceiro relatório ‘’Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer’’, escrito sob a perspectiva brasileira, com a participação do Instituto Nacional do Câncer (INCA), uma das recomendações para evitar o desenvolvimento de cânceres é limitar o consumo de bebidas açucaradas.

Eu particularmente não recomendo o uso. Aqueles que usam, a orientação é minimizar.

Referências:

Debras C, Chazelas E, Srour B, Druesne-Pecollo N, Esseddik Y, Szabo de Edelenyi F, et al. (2022) Artificial sweeteners and cancer risk: Results from the NutriNet-Santé population-based cohort study. PLoS Med 19(3): e1003950. https://doi.org/10.1371/journal.pmed.1003950

Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer: Uma Perspectiva Global – Um Resumo do Terceiro Relatório de Especialistas com uma Perspectiva Brasileira. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), American Institute for Cancer Research (AICR) e World Cancer Research Fund (WCRF), Rio de Janeiro, 2020.

Ruiz-Ojeda, F. J., Plaza-Díaz, J., Sáez-Lara, M. J., & Gil, A. (2019). Effects of Sweeteners on the Gut Microbiota: A Review of Experimental Studies and Clinical Trials. Advances in Nutrition, 10(suppl_1), S31–S48. doi:10.1093/advances/nmy037

Leia Também:

Adoçantes Artificiais são Seguros?

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!