Fitoterápicos usados na Endometriose

Fitoterápicos são minhas prescrições favoritas quando penso em tratar mulheres com endometriose.

Anúncios

Além de ajustes no estilo de vida, como treino e dieta, e ajustes nos níveis de vitaminas e minerais, especialmente vitamina D, gosto de complementar a prescrição com alguns fitoterápicos que potencializam o resultado.

Cúrcuma:

Conhecida popularmente como antioxidante e anti-inflamatória, atua na regulação da inflamação. Também apresenta efeito anti-proliferativo e bloqueia a adesão e invasão de implantes endometrióticos.

Resveratrol:

Também atua como anti-inflamatório, inibindo citocinas inflamatórias. Alguns estudos sugerem efeito anti-inflamatório a nível de ovário através da super regulação de PPAR-Y e SIRT-1, sendo interessante em mulheres com AMH baixo com desejo gestacional, pensando em preservação de fertilidade e/ou para aquelas com histórico de menopausa precoce na família.

Anúncios

Chá Verde:

Suas catequinas atuam na morte programada das células endometrióticas. Chamamos esse mecanismo de pró-apoptótico, além de claro apresentar potente efeito anti-inflamatório e antioxidante.

Vitex agnus castus:

Auxilia aumentando os níveis de progesterona, auxiliando no controle da predominância estrogênica, com melhora de queixas como cólicas incapacitantes e mastalgia (dor na mama).

Alcachofra:

A alcachofra otimiza as funções do fígado, auxiliando no detox e proteção hepática. Sabemos hoje que algumas mulheres com endometriose apresentam pequenas alterações nos genes que coordenam a expressão de Glutationa, que atua de forma crucial na fase 2 de detox.

E você, quais fitos tem usado para controle da endometriose?

Te vejo no consultório (e por aqui também), Vânia Mattoso.

Anúncios

Matéria da Nutricionista Vânia Mattoso

Saiba Mais sobre o Programa Endometriose
Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!