Nutrição Materna x Sono do Bebê

Nutrição Materna x Sono do Bebê – Por Fabiana Sales

Anúncios

Atenção! Este não é um post de promessa!

Antes de qualquer coisa: NINGUÉM pode prometer que o seu bebê dormirá a noite inteira.

Existem inúmeros fatores para que este ciclo aconteça de forma ideal. E entre eles, claro, está o estilo de vida materno! Obaaa! Justamente o campo que nos permite trabalhar!

Como fazemos isso? Número 1: trabalhando o nosso ciclo circadiano. Às 21h, nosso corpo tem seu primeiro pico de melatonina, horário que deveríamos estar na cama, com luz mais apagada ou bem baixinha. Exercício físico deveria acontecer até as 16h e o jantar o mais cedo que conseguirmos. Infelizmente, dentro da vida moderna não é tão simples conseguir isso.

Anúncios

Da parte nutricional, conseguimos fazer um bom armazenamento de nutrientes precursores de melatonina (suplementação em dia), controle de peso materno (o ganho de peso materno excessivo expõe esse bebê ainda no útero ao ambiente inflamatório/obesogênico), limpeza de toxinas ambientais (pesticidas, plástico e metais passam via leite e pela placenta).

Tudo nos ajuda a ter um bebê mais tranquilo. “Ah Fabi, mas fiz tudo isso e ele ainda acorda!” Sim, têm bebês que acordam mesmo, várias vezes pois tem outras demandas. E precisamos entender e acolher, pois eles não têm manual de instrução.

6h seguidas é considerado uma noite inteira para o bebê. Normalmente, o primeiro ciclo de sono dura entre 4 e 6h, depois ele vem picado entre 2 e 3h, até por fim despertar para o dia “começar”.

Quando falamos do bebê “mama e dorme” não é que ele não acorda, ele vai dormir seu ciclo principal, acorda mama e volta a dormir.

Não existem bebês que dormem a noite inteira? Ah gente! Sinto muito, eu tenho 3 aqui e consigo nomear milhares. Mas também conheço diversos que acordam.

Anúncios

O que a gente não precisa é fazer disso uma disputa de quem dorme e quem não dorme. Afinal, você poderia estar do outro lado.

Nutrição Materna x Sono do Bebê

Leia Também:

Saiba mais sobre Alimentação e Fertilidade

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!