Serotonina na Deficiência e Excesso

Por Adriana Siqueira – Serotonina na Deficiência e Excesso – A serotonina é um neurotransmissor e suas principais funções incluem a regulação de: humor, sono, libido, ansiedade, apetite, temperatura corporal, ritmo cardíaco e sensibilidade.

Anúncios

É produzido na sua maior proporção (90%) no intestino, dependente de uma microbiota saudável.

Sintomas na Deficiência:

  • Desejo de consumir carboidratos;
  • Cefaleias;
  • Depressão;
  • Insônia;
  • Sindrome do pânico.

Sintomas no Excesso:

  • Ansiedade, agitação, inquietação, delírios, taquicardia, hipertermia, tremor, etc
  • Uso de fitoterápicos em excesso como erva de são joão;
  • Uso de drogas de captação de serotonina;
  • Alterações metabólicas dos neurotransmissores.

No autismo e Tdah é muito mais comum a deficiência pelo estado do intestino não saudável. A suplementação pode ser realizada porém deve-se tratar o intestino primeiro, ou pode contribuir com agitação, ansiedade, pela degradação que acontece pelas bactérias gram negativas!!!

A serotonina é dependente de um intestino saudável e de nutrientes para ser fabricada e utilizada no organismo, por isso o essencial é melhorar dieta e intestino para melhorar sua produção. 

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!