Você Gosta de Comida Apimentada?

Você Gosta de Comida Apimentada? Por Sarah Queiroz

Anúncios

A família das pimentas e numerosa. Cada tipo possui quantidades diferentes de Capsaicina, a substância que concede ardência ao alimento.

Pimentas como o pimentão amarelo, vermelho e verde, como também a pimenta biquinho, possuem quantidades mínimas da substancia, e por isso, estão liberadas para consumo.

Já as pimentas picantes, como pimenta dedo-de-moça, caiena, cumari, Malagueta, Savina-vermelha, possuem altas quantidades de Capsaicina, e por isso devem ser evitadas.

Qual o problema Capsaicina no organismo?

Ao comer uma pimenta picante, seu ardor afeta a integridade da mucosa das paredes dos órgãos por onde passa. Ao começar pelo tubo do esôfago, provocando picor, refluxo, e até uma futura inflamação, conhecida como esofagite, se utilizado com frequência.

Anúncios

Quando ela chega no no estomago, também afeta as mucosas, produzindo irritação, azia, má digestão, podendo chegar a desenvolver ou piorar um quadro de gastrite.

Ao chegar no intestino, também gera seus efeitos sobre as microvilosidades da parede do órgão, responsável pela absorção de nutrientes.

Cronicamente pode provocar uma hiperpermeabilidade intestinal, pelo excesso de desgaste provocado a parede intestinal.

Com essa hipersensibilidade, há uma facilidade de do acesso de patógenos a parte interna do organismo, alteração na sinalização de autoimunidade, e uma resposta maior a inflamação sistêmica.

Os efeitos da pimenta picante no organismo são de curto e de longo prazo.

Anúncios

Cuide do seu trato digestivo, afinal, ele é a porta de entrada para a saúde ou para a doença, substitua essas pimentas por outros temperos naturais.

Leia Também:

O que Fazer para Minimizar as Dores Intestinais

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!