Cuidado se Você Consome Cação

Cuidado se Você Consome Cação – Você chega na peixaria e tá tudo caro, menos o cação. E quando a esmola é demais o pobre desconfia.

Anúncios

Antes, saiba que o cação é um tubarão, e como todo tubarão, ele está no topo da cadeia alimentar. E o Quico?

Isso significa que o cação é um predador e por isso acumula mais toxinas, entre elas o mercúrio, quando comparado a animais mais abaixo na cadeia alimentar.

O mercúrio é um metal liberado na natureza principalmente devido atividades industriais e de mineração. Esse mercúrio é convertido em metilmercúrio através de processos biológicos no mar.

Aí, a salada da Pequena Sereia, como plâncton e algas, acabam absorvendo esse metilmercúrio. E quando os peixes menores comem esses bichinhos, o mercúrio vai passando de um nível da cadeia alimentar para o próximo, acumulando cada vez mais e Deus proteja o Sebastião.

Anúncios

A esse processe demos o nome de bioacumulação e o ciclo continua até atingir o topo da cadeia alimentar. E quem está lá? Errou se pensou Tirica. É o cação!

Mas é tão alto assim pra ser um problema? O Ministério da Saúde reconhece isso e aconselha que gestantes, lactantes e crianças evitem o consumo, justamente devido ao mercúrio, já que a exposição alta ao mercúrio está relacionada a diversas complicações fetais.

Aizpurua e colaboradores avaliou a contaminação por mercúrio em espécies de cação comercializadas no Brasil. A maioria das espécies apresentou níveis de mercúrio acima do limite permitido, que no Brasil é de até 1mg mercúrio/kg e pela OMS até 0,5mg. O estudo apontou que mais de 50% das amostras tinham valores de mercúrio maiores que 1mg mercúrio/kg.

Qual minha opinião?

Temos peixes mais interessantes que o cação e principalmente pela quantidade de contaminantes eu não recomendo seu consumo frequente. E se você esta gestantes, chama Enzo ou Valentina, recomendo que evite ao máximo.

Dica: Vai consumir um peixe com mercúrio?

Consuma junto algumas Castanhas do Pará. O selênio possui um efeito protetor contra a toxicidade do mercúrio.

Anúncios

E nunca se esqueça que não é sobre não se expor, é sobre reduzir ao máximo a exposição, seja ao mercúrio ou qualquer outro xenobiótico.

Me conta quais peixes você costuma consumir.

Matéria do Nutricionista Felipe Rossini

Leia Também:

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!