Pycnogenol no TDAH

Por Adriana Siqueira – Derivado da casca do pinheiro marítimo francês (Pinus pinaster), é composto por compostos fenólicos, como os monômeros catequina e epicatequina, além de procianidinas.

Anúncios

O suplemento tem múltiplos efeitos farmacológicos, como efeitos anti-hipertensivos, anti-inflamatórios e antidiabéticos Devido ao seu efeito antioxidante, reduz o estresse oxidativo e pode ser benéfico no TDAH.

A maioria dos outros antioxidantes externos não são eficazes na redução do estresse oxidativo no cérebro, porque eles não têm a capacidade de atravessar o BBB.

Em crianças, a administração causou efeitos positivos nos sintomas de TDAH em comparação ao placebo.

Concentração aumentada e hiperatividade reduzida,, foram encontrados após 1 mês de suplementação com Pycnogenol, bem como coordenação viso-motora melhorada, avaliada por psicólogos.

Anúncios

Esse efeito pode estar relacionado à redução dos níveis elevados de catecolaminas, uma vez que os níveis de dopamina diminuíram na urina de pacientes com TDAH em uso de Pycnogenol.

Portanto, é tentador sugerir que Pycnogenol pode ser benéfico no TDAH devido à sua capacidade de eliminação direta, atividade quelante, estimulação do sistema de reparo do DNA e/ou combinações dos mesmos, mas também devido aos seus efeitos reguladores imunológicos.

Embora Pycnogenol pareça promissor para o tratamento do TDAH, mais pesquisas são necessárias.

DOI: 10.3390/nu10040405

Receba Atualizações no Canal do Telegram

Leia Também:

Uso da curcumina no autismo

Diferença entre Ácido Fólico e Metilfolato

Anúncios

Ômega 3 na Infância é realmente necessário?

Glutationa Reduzida no Autismo

Disbiose e Adoçantes Artificiais

L-Teanina – Quais os Benefícios?

Entendendo a Origem das Alergias Tardias

Alergias e Autismo – Existe Relação?

9 Sinais que você tem Intestino Permeável

Como Minimizar a Exposição ao Alumínio

Suplementando Cogumelos

Metais Pesados – O que diz a Ciência?

Serotonina na Deficiência e Excesso

Dieta no Autismo – Escolha ou Necessidade?

Enzimas Digestivas – Quando são Necessárias?

Alergias Alimentares – Como a Nutrição pode Ajudar

5 Causas da Seletividade Alimentar no TEA

Alergias Mediadas por IGE E IGG – Entenda

5/5 - (1 vote)

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!