Diferença entre Ácido Fólico e Metilfolato

Se você está grávida ou pensando em engravidar, eu aposto que já ouviu alguém te dizer que precisa tomar ácido fólico.

Cada dia mais o conhecimento vem se difundindo, graças ao bom Deus, e estamos começando a ouvir e ver profissionais prescrevendo METILFOLATO.

A diferença entre eles é muito simples: metilfolato é a forma ativa do ácido fólico, sua forma natural, que o corpo consegue absorver e, dessa forma, ele consegue atuar e exercer todo seu importante papel.

Enquanto o ácido fólico é a forma “sintética”.

Tá, nutri. E por que o metilfolato é melhor?

Te explico! Ao tomar metilfolato, temos certeza que o seu corpo conseguirá absorver. Quando você ingere ácido fólico, será necessário contar com uma enzima para transformá-lo na forma ativa.

Acontece que muitas mulheres e homens possuem deficiência nessa enzima e não conseguem ativar o ácido fólico. Os prejuízos são grandes: risco de abortos, má formações e autismo.

E agora me diz você, sabendo de tudo o que te contei, arriscaria com o ácido fólico?

Ah!!! E não se esqueçam: o excesso pode ser tão prejudicial quanto a falta. Doses de 5 mg já estão ultrapassadas!

Matéria da nutricionista Letícia Blazi

Leia Também: 

Gestante pode comer comida japonesa?

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!