Níveis Elevados de Vitamina B12

Níveis Elevados de Vitamina B12 – Por Stephânia Silveira

Anúncios

Este grande estudo de coorte mostra que pacientes com câncer com níveis elevados de B12 têm mortalidade aumentada.

O estudo de base populacional usou dados de registros médicos dinamarqueses no período de 1998-2014.

O estudo incluiu 25.017 pacientes com diagnóstico de câncer e níveis de Cobalamina (B12) de 200–600 pmol/L, de 601–800 pmol/L e >800 pmol/L medidos até um ano antes do diagnóstico, sendo que os pacientes tratados com Cobalamina (B12) foram excluídos.

Anúncios

As probabilidades de sobrevivência foram menores entre os pacientes com níveis elevados de Cobalamina do que entre os pacientes com níveis normais.

Cobalamina:

  • 200–600 pmol/L: 69,3% de sobrevivência
  • 601–800 pmol/L: 49,6% de sobrevivência
  • >800 pmol/L: 35,8% de sobrevivência

Observando o tipo de câncer, o estudo descobriu que pacientes com níveis elevados de Cobalamina apresentaram maiores riscos de mortalidade para alguns tipos específicos de câncer, como o câncer gástrico, colorretal, fígado, mama, próstata e bexiga urinária.

O artigo demonstra que o metabolismo alterado de Cobalamina é provavelmente um fator subjacente, pois o câncer de alguma forma induz altos níveis de Cobalamina, não que altos níveis de Cobalamina causem câncer ou promovam um câncer mais agressivo.

Essa suposição é baseada nos resultados atuais e em observações anteriores de que o risco de câncer foi elevado principalmente no primeiro ano após a medição de Cobalamina no plasma e que uma proteína de ligação de Cobalamina específica, a haptocorrina , foi encontrada elevada em pacientes com altos níveis de Cobalamina, incluindo pacientes com câncer.

Anúncios

Minha opinião:

Uma investigação minuciosa deve ocorrer com níveis de vitamina B12 acima de 1000 pmol/L em pacientes sem a suplementação de cobalamina.

A elevação de B12 pode estar relacionada também com problemas hepáticos e renais.

Até mais!

Participe: Canal do Telegram do Portal de Nutrição! Acesse: https://t.me/portaldenutricao

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!