Paçoca no Intra Treino Vale?

O amendoim é um alimento muito difundido na cultura brasileira. Fonte de energia, lipídeos, carboidratos, proteínas, fibras, vitaminas e minerais.

Anúncios

Possui elevado teor de gorduras, especialmente os ácidos graxos insaturados oleico (monoinsaturado) e linoleico (ômega 6 poliinsaturado) e de vitamina E.

Alimento muito utilizado como “ intra treino” por atletas de Endurance, especialmente por corredores de montanha e ciclistas, mas será que é uma boa escolha?

É um alimento gostoso, prático de carregar, boa fonte de energia, excelente fonte gordura, mas não tem alta quantidade de carboidratos.

Por ser fonte de gordura, principalmente ácidos graxos de cadeia longa, sua absorção é mais lenta do que a de alimentos ricos em carboidratos como frutas, gel, jujubas de carboidratos e rapadura

Anúncios

Ingredientes: amendoim torrado e moído, açúcar e sal

Informação Nutricional em 20g do produto

Valor energético              104 kcal

Carboidratos                   9,5g

Proteína                           3,5g

Anúncios

Gorduras                         5,7g

Sódio                                22,7mg

Durante o treino de Atividades de Endurance precisamos principalmente de carboidratos, nutriente de fácil digestão e rápida absorção, fonte básica de energia.

Uma paçoca não equivale a um “repositor” de carboidratos, você precisará associar algum alimento fonte de carboidrato (fruta, bananada, goiabada, rapadura, bebida esportiva…) para chegar à recomendação.

No Brasil, um gel de carboidratos contém, em média, 20 a 25g de carboidratos.

Recomendações de reposição no intra treino de atividades de Endurance:

  • Atividades menor do que  1 hora  de duração: 0 a 20g de carboidratos por hora
  • Em atividades de 1 a 2 horas de duração, utilize de 30g a 60g de carboidratos por hora;
  • Acima de 2h30 de atividade física, utilize de 60g a 90g de carboidratos por hora;

*A mistura de diferentes tipos de carboidratos (frutose, glicose, maltodextrina, palatinose…) favorece a velocidade de absorção.

Matéria da Nutricionista Cristiane Perroni

Vote post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário:

Seja o primeiro a comentar!