O Grande Mito: Brócolis Vs Tireoide

Aposto que você já ouviu falar que é bom evitar o consumo de vegetais crucíferos no hipotireoidismo de Hashimoto?

Hoje vamos analisar essa informação e ver se realmente faz sentido ou é só mais uma forma de botar terror sem sentido.

Primeiro de tudo, da onde veio essa hipótese?

Os vegetais crucíferos (couve, brócolis, couve-flor, repolho, couve de bruxelas). tem altos níveis de compostos sulfurados chamados de glicosinolatos.

Os glicosinolatos presentes nesses vegetais são considerados substâncias goitrogênicas, ou seja, eles podem interferir na capacidade de absorção de iodo pela tireoide e assim diminuir a produção de hormônios tireoidianos.

Putz, então eu deveria não comer esses alimentos se eu sofro com hipotireoidismo, certo?

A quantidade que você deveria comer desses vegetais para ter algum efeito negativo na tireoide é muito grande e muito provavelmente você não consegue atingir em um dia normal de alimentação.

Outro ponto é que a cocção e/ou fermentação desses alimentos inativa boa parte desses goitrogênicos e níveis adequados de iodo e selênio previnem seu efeito bociogênico.

Então vamos todos ter muita calma e entrar no mundo real, onde veremos que o consumo desses alimentos só realmente será um problema para a tireoide se você se entupir de crucíferos crus e AINDA tiver deficiência de iodo, o que é menos comum do que vocês imaginam.

Um outro fator importante que devemos considerar é que essas mesmas moléculas que apresentam esse efeito também são fitoquímicos que modulam a transformação de xenobióticos e auxiliam a diminuir sua toxicidade e carcinogenicidade (tradução = melhoram o processo de destoxificação e reduzem o risco de câncer).

Os compostos presentes nesses vegetais, como o indol-3-carbinol, além de atividade anti-cancerígena também auxiliam a modular os níveis de estrogênio e podem ser interessantes para quem sofre com endometriose ou câncer de mama por exemplo.

Veredicto:

Se você usa algumas folhas de couve no seu suco verde, come uma couve-flor refogada no almoço e um brócolis cozido à noite, fique tranquilo. Sua tireoide e sua saúde estão em boas mãos.

https://doi.org/10.1093/nutrit/nuv110

Receba Atualizações no Canal do Telegram
O Grande Mito do Brócolis Vs Tireoide

Matéria do Nutricionisa Felipe Rossini

Leia Também:

Salada de Brócolis

Brócolis é Tóxico para Tireoidites Autoimunes

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!